sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Children Of Bodom


O nome da banda vem de um lago perto de Espoo, Finlândia, o lago Bodom. Nos anos 60, algumas crianças que queriam acampar no lago foram mortas com um machado, um dos assasinatos mais famosos da Finlândia, até hoje não resolvido.
Alex Laiho (vocalista e guitarrista) e Jaska Raatikainen (baterista) foram os criadores da banda. Se juntaram a eles Henkka Blacksmith (baixista) e Alexander Kuoppala (guitarrista).
O álbum Something Wild foi planejado para ser publicado por uma pequena gravadora belga, mas Sami Tenetz (do Thy Serpent), deu a demo do Children Of Bodom para a a Spinefarm Records. Gostaram muito da fita e ofereceram à banda um contrato.

Durante pouco mais de 6 meses a formação do CoB foi a mesma, até a entrada de Janne Wirman (tecladista), pianista por mais de 14 anos e estudante de um conservatório de pop-jazz por mais de 6 anos.
Alex, Jaska, Henkka, Blacksmith e Kuoppala são os membros oficiais da banda que gravaram Something Wild, um álbum de Death Metal com muitos toques de música clássica. A música mais antiga da banda presente neste álbum é "In The Shadows" a as mais novas "Deadnight Warrior" e "Touch Like Agel Of Death". Janne, não tocou em boa parte da turnê de Something Wild, já que estava terminando seu exames escolares. Foi substituído por Erna, um amigo da banda.
Em 1998 lançam o primeiro single do segundo álbum, “Downfall”, mostrando um direcionamento mais técnico, sem deixar de lado a agressividade dos vocais de Laiho.
O segundo CD, “Hatebreeder”, é lançado oficialmente no começo de 1999. Considerado por alguns como o melhor trabalho da banda, ele definitivamente estabelece o estilo seguido em seus próximos trabalhos: As composições estão maiores, muito mais complexas e incrivelmente violentas. As músicas Warhearts e Hatebreeder se destacaram como clássicos absolutos do estilo (Death Metal Melódico? Black Power Metal?) criado pelos Finlandeses...

A excelente repercussão do lançamento abre as portas para a primeira turnê mundial do Children of Bodom. Em Junho de 1999 turnê chega ao Japão e nos dias 10 e 11 a banda toca em Tóquio; os shows tiveram os ingressos esgotados e foram gravados e lançados alguns meses depois em uma Cd Box, edição limitada, chamada “Tokyo Warhearts”. Além do cd, a caixa ainda vinha com dez fotos curiosas da banda em momentos diversos: Dando autógrafos para os fãns, durante o show e na piscina do hotel!
Em 2000 a banda começa a trabalhar em seu novo Cd e em maio deste ano soltam o novo single “Hate Me” que alcançou o primeiro lugar na Finlândia. O terceiro álbum de estúdio “Follow the reaper” foi lançado em outubro de 2000 e seguia a tendência da banda mostrada no Hatebreeder, embora as composições mostrassem uma maior evolução na utilização dos teclados mas a agressividade permanecia intacta (vide a porrada Everytime I die).
O trabalho alcança excelentes posições nas paradas européias e a banda novamente sai para uma turnê mundial. No final de 2001, eles passam pela primeira vez na América do Sul tocando no Brasil em dois shows: Curitiba e São Paulo.

Em 2002 a banda volta ao estúdio e se prepara para as gravações do quarto álbum. No segundo semestre é lançado o single “You´re better off dead” que vinha com um cover dos Ramones “Somebody put something in my drink” e, finalmente, em abril de 2003 o álbum “Hatecrew Deathroll” é lançado. O novo trabalho foi considerado por algumas revistas especializadas como um dos melhores da banda competindo de igual para igual com o “Hatebreeder” e, novamente, comprova que o Children of Bodom não é uma banda estagnada já que a evolução apresentada no Hatecrew tanto no instrumental quanto nas letras das músicas é evidente. A banda começa a se apresentar em vários festivais na Europa, em alguns como Headliner, mas eis que em 16/07 um duro golpe sacudiu o Bodom: O simpático guitarrista Alexander Kuoppala decidiu sair da banda alegando cansaço físico devido às longas turnês que vinham fazendo. Para que não fossem cancelados os shows já agendados, os integrantes remanescentes imediatamente saíram a caça do substituto de Alexander, e, exatamente um mês depois, o encontraram no Sinergy, banda da qual Alexi Laiho também faz parte. O nome do novo guitarrista é Roope Latvala, e Já no dia seguinte ele fazia sua estréia com a banda no palco de um show em Moscou.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Thank`s To The Visite